Personagem

Não é sempre que se encontra na própria árvore genealógica um antepassado que poderia ser descrito como um personagem. Um caso desses é digno de registro, principalmente quando esse antepassado-personagem participou de eventos importantes na história de seu país. Esse foi o caso de José Pinto Rebello de Carvalho, primo de minha trisavó paterna em Barcos, Tabuaço, Viseu.

Leia Mais →

Ferramentas

Conforme a pesquisa documental avança e os assentos se acumulam, torna-se necessário organizá-los em sequência lógica para dar conta de complicações como segundos casamentos, casamentos consanguíneos e filhos não reconhecidos.

Leia Mais →

Tesouro

Em termos genealógicos, encontrar um assento rico em detalhes sobre os familiares dos registrados é o mesmo que encontrar um tesouro. Um assento detalhado ajuda a esclarecer pontos obscuros da biografia de um antepassado e pode acrescentar novos ramos a uma árvore de costados na qual existem várias “vias sem saída”. O que apresento abaixo é um desses tesouros, o […]

Leia Mais →

Padres

Queiroz e Moscatel afirmam: é grande a probabilidade de todos os portugueses terem pelo menos um padre em sua árvore genealógica O assento de batismo abaixo mostra que isso certamente foi o caso em minha árvore ao menos uma vez.

Leia Mais →

DNA

A pequisa genealógica fundamenta-se na busca e na análise de provas documentais, principalmente – mas não exclusivamente – de assentos e certidões. Essas provas, no entanto, nos trazem evidências que podem conter incorreções intencionais ou não intencionais da parte de quem as criou. Cabe ao genealogista utilizar procedimentos para evitar conclusões equivocadas por conta dessas incorreções.

Leia Mais →

Evolução

Em texto anterior, comentei que a quantidade de informações contidas nos assentos de batismo, casamento e óbito variou ao longo dos séculos em Portugal. Como afirmam Queiroz e Moscatel, do século XVI ao século XIX, os assentos incorporaram mais informações.

Leia Mais →