Retratos

Traços físicos nem sempre são herdados diretamente dos pais. Por vezes, uma cor de olho ou de cabelo pula uma geração. Quando a família tem memória dos antepassados mais recentes, é possível deduzir, por exemplo, que alguém herdou os olhos azuis da avó ou os cabelos ruivos do avô. Mas nem sempre isso acontece, e, se tivermos pouco mais de […]

Leia Mais →

Padrinho

A escolha dos padrinhos não era algo trivial em Portugal nos séculos passados. O princípio geral, nos informam Queiroz e Moscatel, era de que para apadrinhar uma criança, antes do século XX, bastava ser batizado e poder comungar. Sendo assim, um menor de idade poderia se tornar padrinho de seu irmão mais novo.

Leia Mais →

Endereço

Os assentos paroquiais nem sempre tiveram a mesma estrutura, como já informei em texto anterior sobre sua evolução desde o século XVI. Os assentos de óbito, por exemplo, já no século XVI podiam informar a data do óbito e o local de residência do falecido. Graças a essas informações, e de posse de mapas da época, podemos descobrir exata ou aproximadamente […]

Leia Mais →

Y-DNA

O teste de Y-DNA é outra ferramenta auxiliar no trabalho do genealogista contemporâneo. Ele vem ao nosso socorro quando as pistas documentais se tornam menos disponíveis. Se você se recorda das aulas de Biologia, sabe que o Y-DNA é herdado apenas pelo lado paterno, mas, para entender como isso se dá e que tipo de uso se faz dele na genealogia […]

Leia Mais →

Fidelidade

Um genealogista não deveria buscar méritos em diatribes políticas. Exceto, claro, quando o alvo de suas investigações teve algum envolvimento na política de sua época e – especialmente – quando o pensamento crítico desse alvo parece trazer alguma reflexão para as discussões do momento em que vive o genealogista.

Leia Mais →

Abreviaturas

Talvez por se verem assoberbados, talvez por comodidade, certamente por costume, os párocos usavam muitas abreviaturas no registro dos assentos de batismo, casamento e óbito. A quantidade de abreviaturas variava bastante, e dentro de um mesmo livro de registros é possível encontrar textos perfeitamente compreensíveis e outros que demandam algum tempo para serem decifrados.

Leia Mais →

Gerações

Uma estratégia bastante usada para encontrar os assentos paroquiais é seguir a regra dos 25. Segundo essa regra, cada geração se separaria das outras por um intervalo de 25 anos. Assim, imaginemos o caso em que temos uma certidão de casamento de nossos avós, onde se informa que o casamento ocorreu em 1853.

Leia Mais →