Hemeroteca

Acredito que poucos genealogistas amadores saibam da existência da Hemeroteca Digital, um banco de dados de periódicos brasileiros e alguns estrangeiros que permite a consulta pelo texto integral contido em jornais, revistas, anuários, boletins e publicações seriadas. Essa valiosa ferramenta é oferecida para consulta livre e sem ônus ao interessado pela Fundação Biblioteca Nacional do Brasil.

Alguns dos primeiros jornais criados no país quando da chegada da família real portuguesa em 1808 podem ser encontrados nessa base de dados, assim como jornais extintos no século XX e outros que já não circulam mais na forma impressa. Assim, o genealogista cujo foco de pesquisa se situe entre a primeira metade do século XIX e o século XX poderá contar com uma ferramenta poderosa para a descoberta de pistas de seus antepassados durante esse período de frequentes viagens entre Brasil, América e Europa.

Como não há publicações para todas as localidades em todos os períodos, talvez seja necessário fazer diversas tentativas até encontrar alguma pista útil. Usar o porto do Rio de Janeiro como ponto de partida é sempre uma estratégia recomendada por ter sido o local de fixação da família real portuguesa e sede da corte, portanto foco de interesse de comerciantes, intelectuais e nobres, por exemplo.

Posso atestar o valor dessa base de dados, pois havia um antepassado emigrado de Portugal para o Rio de Janeiro cuja data de chegada era uma incógnita, pois mesmo genealogistas profissionais não haviam localizado registro de embarque ou emissão de passaporte em seu nome mediante consulta a bases de dados disponíveis. Minha alegria foi encontrar em uma simples consulta por local e data na Hemeroteca o registro de sua presença no Brasil e traslado para o local onde os registros encontrados informavam ter ocorrido sua morte alguns anos mais tarde.

Tratarei dessa descoberta em outro texto, mas aqui desejo apresentar as estratégias para consulta nessa base tão valiosa e pouco conhecida. Minha sugestão é começar pela busca por local, clicando na aba correspondente.

PESQUISA

Em seguida, selecione o local no primeiro menu suspenso (1), escolha o período de interesse ou deixe a opção padrão de todos no segundo menu suspenso (2). Não escolha um periódico no terceiro menu (3) para que a ferramenta realize a busca em todos os que estiverem disponíveis para o local e período selecionados. Finalmente, digite no quarto campo (4) o nome do antepassado seguindo as orientações abaixo.

  • A ferramenta de pesquisa faz diferença entre letra simples (Rebelo) e dobrada (Rebello), portanto digite o nome da pessoa da forma como é encontrado nos assentos paroquiais e certidões existentes;
  • A ferramenta de pesquisa faz diferença entre grafia atual (Josefa) e antiga (Josepha), portanto digite o nome da pessoa da forma como é encontrado nos assentos paroquiais e certidões existentes;
  • A ferramenta de pesquisa não faz diferença entre letra acentuada (José) e não acentuada (Jose);
  • A ferramenta de pesquisa não faz diferença entre letra maiúscula (José) e minúscula (josé).

Após a finalização da pesquisa, a ferramenta apresenta a relação dos periódicos consultados e o número de ocorrências do nome que foram encontrados e oferece opções. A primeira ação é, para cada periódico onde forem registradas ocorrências, mover o ponteiro sobre o sinal de + na extremidade direita e clicar na opção “Ir para primeira ocorrência”.

PESQUISA2
O navegador abrirá uma nova janela onde será exibida a página do periódico com o nome pesquisado em destaque. Se houver mais de uma ocorrência, serão exibidas setas para navegação entre as ocorrências. Basta clicar nas setas (<<  >>) para navegar para a próxima página com ocorrência do nome pesquisado ou para a página anterior.

NAVEGAÇÃO

É possível obter o hiperlink para registro da descoberta ou compartilhá-la em redes sociais ou por e-mail por meio de botões localizados em uma barra na parte superior.

COMPARTILHAR

A busca na hemeroteca não eliminará todos os obstáculos do genealogista, mas ela não pode ficar de fora da caixa de ferramentas úteis de todos, sejam profissionais ou amadores.


José Araújo é linguista e genealogista amador.

7 comentários

  1. […] nesse relato não fosse o facto de haver em registros de periódicos encontrados no sítio da Hemeroteca Digital inúmeras referências a certo Maximiano de Macedo, alfaiate português envolvido nos protestos de […]

  2. […] Até aqui, narrei a trajetória de vida de meu tio a partir das pistas encontradas em um registro de desembarque e em um relato que me foi enviado por um primo. Deste ponto em diante, narrarei o que descobri de sua trajetória a partir do que dele se falou nos jornais, entre as décadas de 1920 e 1960, que foram encontrados em pesquisa na base de dados Hemeroteca Digital. […]

  3. […] esses relatos, uma busca na base de dados da Hemeroteca Digital revelou que Atualpa/Adolfo tivera um filho chamado Walter provavelmente em 1925, o que sugeria um […]

  4. […] não era um assunto discutido, o que justifica minha surpresa ao descobrir, mediante pesquisa na Hemeroteca Digital, que parentes muito próximos de meu ramo materno podem ter tido relação com o Partido Comunista […]

  5. […] desses bancos é a Hemeroteca Digital, de que já falei aqui no blog com grande repercussão. Uma pesquisa pelo nome de José, com foco […]

  6. […] meio da base de dados Hemeroteca Digital, foram encontradas diversas referências ao advogado português Ignacio da Silva Siqueira, […]

  7. […] que ele veio ao Brasil quando já tinha mais de 19 anos, pois, mediante busca em periódicos da Hemeroteca Digital Brasileira, descobri outros registros de chegada em que ele é nomeado entre os anos de 1862 (já citado) e […]

Os comentários estão encerrados.