Jurídicos

As vidas de nossos antepassados geraram registros documentais – assentos paroquiais e certidões cartoriais, contratos, processos,  fotografias, filmes, entre outros – que podem chegar às centenas. Infelizmente, boa parte desses registros costuma não estar (mais) em posse da família ou pode estar em arquivos públicos ainda não digitalizados, portanto pouco acessíveis à consulta imediata.

Americanos

A comunidade de herança portuguesa nos Estados Unidos era estimada em mais de um milhão em 2015, o que correspondia então a 0,4% da população americana. Embora haja registro de presença portuguesa na América colonial já no século XVII, foi no século passado que a imigração cresceu de forma significativa. As comunidades estabeleceram-se especialmente no nordeste do país, em cidades como Nova Jersey, Nova York, Connecticut, Rhode Island e Massachusetts.

CNF

O Cadastro Nacional de Falecidos – CNF Brasil é um banco de dados sobre falecidos no território brasileiro que já conta com mais de 40 milhões de registros fornecidos por cemitérios, crematórios, funerárias, planos de assistência funerária, serviços de apoio a familiares, cartórios de registros de óbitos e órgãos públicos. Utilizado em conjugação com outras bases de dados (p.ex. o Family Search), pode ajudar na descoberta de uma série de documentos sobre a vida das pessoas pesquisadas.

Retratos

Como cada foto é apenas um fragmento, seu peso moral e emocional depende do lugar em que se insere. Uma foto muda de acordo com o contexto em que é vista […] A exemplo do que Wittgenstein afirmou sobre as palavras, ou seja, que o significado é o uso – o mesmo vale para cada foto. | Susan Sontag. Sobre fotografia. Companhia das Letras, 2004, p. 122

IA

De quem parte, usualmente se diz, fica a lembrança. No entanto, bem sabemos, lembranças e heranças, quando é o caso, são objetos de partilha. E de maneira consensual ou litigiosa, os despojos daquele que partiu são distribuídos entre os familiares. Inevitavelmente, alguns bens, por serem investidos de uma dimensão simbólica e afetiva, ficam sob a tutela do guardião do “museu familiar”. Entre esses bens, fotografias isoladas ou reunidas num álbum apresentam a qualidade de ser um dos mais preciosos “lugares da memória” familiar. | Nelson Schapochnik, Cartões-postais, álbuns de família e ícones da intimidade. In: Nicolau Sevcenko e Fernando A….