Comunista

No Brasil, diz-se que futebol, política e religião são assuntos que não se devem discutir.  Hoje, com o acirramento das posições à esquerda e à direita – o que quer que isso queira significar no Brasil -, mais do que nunca essa afirmação parece refletir a verdade. Em termos políticos, creio estar alinhado com o liberalismo de meu admirado e distante primo José Pinto Rebello de Carvalho, tantas vezes retratado aqui no blogue. 

Gemelar

A gravidez gemelar – aquela em que mais de um feto é concebido devido à duplicação de um embrião ou à fecundação de dois ovos simultaneamente – ocorre uma vez em cada 90 gestações, o que não representa um fenômeno dos mais comuns, embora a frequência venha aumentando com o crescimento das fertilizações in vitro. Fatores que favorecem a gestação de gêmeos são a ocorrência de outros casos na família, a idade e a estatura da mãe. Mulheres altas e mulheres acima dos 30 anos têm mais chances de ter gravidezes gemelares.

Relevância

Até que os cartórios e conservatórias se tornassem responsáveis pelo registro civil, eram as paróquias que se encarregavam de produzir e manter as informações sobre os momentos considerados mais importantes da vida das pessoas, pois estavam relacionados aos principais sacramentos da Igreja: nascimento (batismo), casamento (sagrado matrimônio) e óbito (comunhão e extrema-unção).

Erros

A busca por assentos paroquiais e registros em conservatórias e cartórios costuma apresentar dificuldades nem sempre superáveis. Os casos mais frequentes envolvem a dificuldade de leitura de assentos escritos a mão, a perda de livros por incêndio e a existência de páginas muito danificadas pelo tempo ou até inexistentes.

Trilha

Durante grande parte da busca por meus antepassados, tive a sorte de encontrá-los por meio de documentos paroquiais restritos a poucas freguesias ou cidades de Portugal: Barcos, São Mamede de Ribatua e Carrazeda de Ansiães. A vantagem disso foi que pude reconstruir os ramos paternos de minha árvore familiar por várias gerações – um deles até a nona geração. A desvantagem foi que fiquei despreparado para a realidade que encontraria nos ramos familiares maternos, em grande parte localizados no Brasil.

Paternidade

Existe em minha árvore familiar, no lado materno, um enigma ainda por resolver: meu bisavô chamava-se Arthur e era filho natural de Julinda Dias Seabra (1843-1884). Até este ponto, eu estava conformado, pois isso significava que Julinda não era casada com o pai de Arthur quando ele nasceu. Essa informação é encontrada no assento de casamento de Arthur com minha bisavó Algemira, como se vê abaixo.

Achado

Segundo nota publicada na edição 117 do Correio Mercantil, e Instructivo, Politico, Universal do dia 29 de abril de 1859, saiu do Porto do Rio de Janeiro no dia anterior, com destino a Campos, o vapor Ceres, de 182 toneladas, levando vários gêneros e passageiros, dentre os quais: