Tag: casamento

Ferramentas

Conforme a pesquisa documental avança e os assentos se acumulam, torna-se necessário organizá-los em sequência lógica para dar conta de complicações como segundos casamentos, casamentos consanguíneos e filhos não reconhecidos. É possível fazer essa organização em um modelo de árvore de costados que possa ser impresso ou mesmo como uma simples lista em um editor de texto, ...

Evolução

Em texto anterior, comentei que a quantidade de informações contidas nos assentos de batismo, casamento e óbito variou ao longo dos séculos em Portugal. Como afirmam Queiroz e Moscatel, do século XVI ao século XIX, os assentos incorporaram mais informações. Os assentos de batismo no século XVI traziam basicamente o nome da criança - não seu ...

Mistérios

Na pesquisa documental, por vezes nos deparamos com coincidências e mistérios. Os dois casos abaixo ilustram essas situações. O primeiro caso foi encontrado no mais antigo registro paroquial em minha árvore de costados até este momento. Trata-se do assento de casamento de Manoel e Maria Nunes, meus antepassados de nona geração. A curiosidade está na coincidência dos ...

Consanguinidade

Em cada geração a partir de você, dobra a quantidade de antepassados diretos: 2ª geração: dois pais 3ª geração: quatro avós 4ª geração: oito bisavós 5ª geração: 16 trisavós ... Lá pela décima geração, você poderia contar 1024 antepassados. Na vigésima, seriam 1.048.576, não fosse o fato de que sempre ocorrem casamentos consanguíneos, isto é, ...

Assentos

Assento é o nome que a igreja dava aos documentos que registravam os principais eventos da vida nos séculos passados, antes que os registros passassem a ser obrigatoriamente feitos em cartórios, o que em Portugal ocorreu a partir de 1911. Os três assentos principais eram o de batismo, o de casamento e o de óbito, e as paróquias ...