Parlamentar

Uma base de dados talvez não muito explorada pelos pesquisadores é o Arquivo Histórico Parlamentar. Essa base, segundo a descrição oficial, contém: a informação estruturada de acordo ​com as normas internacionais de descrição arquivística, relativa a todos os documentos produzidos e recebidos pela instituição Parlamentar no decorrer da sua atividade, desde 1821, quando se reuniram pela primeira vez as Cortes Gerais, até à atualidade.

Médicos

“Médico” desde sempre foi coisa rara e cara. Era aquele que “curava e aplicava remédios”, segundo o dicionarista Bluteau. Em Portugal, a ciência se dividia em dois ramos: um erudito, exercido por médicos formados, outro, mais prático, desempenhado por cirurgiões, barbeiros e parteiras, que realizavam sangrias, extraíam dentes e, quando possível, tratavam de ossos quebrados. | Mary Del Priore – Histórias da Gente Brasileira – Volume 1

Desafio

O doutor médico José Pinto do Souto (?-1842) é um personagem interessante de minha árvore genealógica: foi pai do bacharel José Pinto Rebello de Carvalho (1788-1870), exilado durante a Guerra Civil por resistir à causa absolutista de d. Miguel, irmão de Pedro IV (Pedro I do Brasil); foi pai do tenente Caetano Pinto Rebello (1792-1876), que serviu com as forças leais a Pedro IV na guerra pelo liberalismo constitucionalista; e foi avô de dona Maria Adelaide de Sá Meneses (1826-1878), cujo cadáver incorrupto deu origem ao culto da ‘servinha’ na região de Tabuaço, em Viseu.

Personagem

Não é sempre que se encontra na própria árvore genealógica um antepassado que poderia ser descrito como um personagem. Um caso desses é digno de registro, principalmente quando esse antepassado-personagem participou de eventos importantes na história de seu país. Esse foi o caso de José Pinto Rebello de Carvalho, primo de minha trisavó paterna em Barcos, Tabuaço, Viseu.