Polícia

Meu avô Antônio Maria Pinto de Araújo teve dois casamentos. Sou neto de Josefa, com quem ele se casou aos 50 anos, em 1918, depois um breve período de viuvez decorrente da perda de sua primeira esposa Luiza de Macedo, com quem ele chegou no Porto de Santos, São Paulo, em 14 de abril de 1905, trazendo os sete filhos […]

Leia Mais →

Esportistas

O genealogista amador que inicia suas pesquisas apenas com registos paroquiais pode acabar tendo a noção equivocada de que seus antepassados apenas nasceram, casaram-se (ou não) e morreram, sem que tenham feito nada mais em suas vidas entre esses momentos.

Leia Mais →

Cotidiano

Ainda que traga gratas surpresas eventuais, a busca genealógica pode parecer uma incessante e monótona coleção de assentos paroquiais e certidões que informam quem nasceu, casou-se ou morreu quando e onde ou de testamentos que informam quantas missas deveriam ser rezadas ou bens legados pelo falecido aos seus familiares. Sorte têm aqueles que encontram fotografias, cartas e diários que emprestam […]

Leia Mais →

Julgamento

” […] lembraria a meus colegas que não se estuda história para julgar, mas para compreender.” A Escravidão no Brasil (Como Eu Ensino) – Joel Rufino dos Santos Essa afirmação do historiador Joel Rufino dos Santos me trouxe algum alento após uma descoberta que pôs à prova minha admiração por um parente que, mesmo sem eu jamais tê-lo conhecido, teve […]

Leia Mais →

Achado

Segundo nota publicada na edição 117 do Correio Mercantil, e Instructivo, Politico, Universal do dia 29 de abril de 1859, saiu do Porto do Rio de Janeiro no dia anterior, com destino a Campos, o vapor Ceres, de 182 toneladas, levando vários gêneros e passageiros, dentre os quais:

Leia Mais →

Estrangeiros

A atividade política não goza de boa opinião perante o povo brasileiro há décadas, e os recentes escândalos de corrupção envolvendo figuras importantes da política nacional certamente não ajudam a mudar esse cenário. Com a rapidez de circulação das informações no mundo contemporâneo, sobra uma impressão de caos generalizado.

Leia Mais →

Navegante

Júlio Pinto Rebello (1839 – ?) foi um primo de minha trisavó paterna sobre quem já escrevi outros textos aqui no blog. Durante uma busca por seu nome no Google – ainda falarei sobre o uso dessa ferramenta na pesquisa genealógica -, encontrei uma menção no Correio Mercantil, vista abaixo, a certo “portuguez Julio Pinto Rebello” que teria chegado à capital […]

Leia Mais →

Hemeroteca

Acredito que poucos genealogistas amadores saibam da existência da Hemeroteca Digital, um banco de dados de periódicos brasileiros e alguns estrangeiros que permite a consulta pelo texto integral contido em jornais, revistas, anuários, boletins e publicações seriadas. Essa valiosa ferramenta é oferecida para consulta livre e sem ônus ao interessado pela Fundação Biblioteca Nacional do Brasil.

Leia Mais →