Assassinato

Na noite de 27 de junho último foi assassinado na vila de S. João da Pesqueira, ao recolher-se para sua casa, o Dr. António Júlio Pinto Ferreira, advogado e deputado daquele círculo [na] sessão legislativa que se abriu em janeiro de 1865. […]

Leia Mais →

Fauno

Aos quinze dias do mês de setembro de mil setecentos e onze, batizei e pus os santos óleos a Luís, filho de Anna Luís. Não quis nomear o pai, digo, deu por pai o padre José de Amaral, da granja do Tedo. Fiz, assinei dia, mês era ut supra.

Leia Mais →

Desinformação

Há alguns dias assisti a uma entrevista de um ator brasileiro que vive hoje em Portugal na qual ele discorria sobre suas preocupações a respeito da situação brasileira após o resultado das eleições de 2018. Nessa entrevista, entre outras afirmações, o ator declarou que a Europa não havia tido escravidão dentro de suas fronteiras. Ledo engano.

Leia Mais →

Memória

Não me canso de repetir que toda família deveria se preocupar em guardar cartas, diários, fotografias e relatos orais para a posteridade. Mais do que servir apenas a fins práticos como a busca de cidadania estrangeira, essa atitude ajuda a preservar  a memória da família, que julgo ser um bem imaterial dos mais valiosos.  

Leia Mais →

Arthurzico

Cypriana Antunes Coimbra nasceu em Tonda, concelho de Tondela, Viseu, Portugal, em fevereiro de 1903 e veio para o Brasil quando tinha 14 anos. Era filha de jornaleiros, isto é, agricultores que eram pagos por jornadas de trabalho. Cypriana foi provavelmente mais uma das milhares de portuguesas que desembarcaram no Rio de Janeiro no início do século XX em busca […]

Leia Mais →

Paralelos

Dizer que a pesquisa genealógica costuma nos apresentar surpresas é como chover no molhado. Nem sempre as surpresas são gratas, mas ainda assim têm o poder de nos assombrar.

Leia Mais →

Cotidiano

Ainda que traga gratas surpresas eventuais, a busca genealógica pode parecer uma incessante e monótona coleção de assentos paroquiais e certidões que informam quem nasceu, casou-se ou morreu quando e onde ou de testamentos que informam quantas missas deveriam ser rezadas ou bens legados pelo falecido aos seus familiares. Sorte têm aqueles que encontram fotografias, cartas e diários que emprestam […]

Leia Mais →

Papagaio

José António dos Santos Morgado (1746-1841), meu antepassado de cinco gerações, apresenta em suas linhagens paterna e materna uma característica curiosa – alcunhas em parentes do sexo masculino.

Leia Mais →