Patronímicos

“Numa época de comunicações alargadas, que todos sentimos ser dissolvente das culturas nacionais, manifesta-se a pujança do carácter português nesta sua particularidade: a afeição ao nome integralmente conservado, com todos os componentes que as gerações passadas foram conquistando no decorrer dos tempos” | Os Apelidos Portugueses: um panorama histórico – Carlos Bobone

Judeus

Tenho observado que o texto que mais atrai leitores aqui no blog é aquele em que falo dos judeus sefarditas e da lei que lhes permite a aquisição da cidadania portuguesa caso comprovem a ascendência até aquela comunidade tão perseguida em séculos passados. Ocorre que, mesmo depois de ter publicado o texto, ainda recebo consultas de conhecidos a respeito das listas de sobrenomes (apelidos) portugueses supostamente judaicos que volta e meia são divulgadas nas redes sociais.

Abreviaturas

Talvez por se verem assoberbados, talvez por comodidade, certamente por costume, os párocos usavam muitas abreviaturas no registro dos assentos de batismo, casamento e óbito. A quantidade de abreviaturas variava bastante, e dentro de um mesmo livro de registros é possível encontrar textos perfeitamente compreensíveis e outros que demandam algum tempo para serem decifrados.