Pular para o conteúdo

Apresentação

Este blog se destina à discussão de temas e estratégias úteis para o genealogista amador, aquela pessoa que pode querer reconstruir a história de sua família pela pesquisa de seus antepassados ou apenas encontrar uma certidão de um antepassado para iniciar um processo de obtenção de cidadania. O foco de minha pesquisa é o eixo Brasil-Portugal, mas algumas dicas poderão […]

Leia Mais →

Variações

O pesquisador afoito e inexperiente pode ter uma impressão de verdadeiro caos ao tentar fazer sentido do sistema de aplicação dos apelidos/sobrenomes em assentos paroquiais portugueses dos séculos passados. Fora a estabilidade relativa de herança por costado – filhas herdam o apelido da mãe e filhos, do pai – havia condições intervenientes que poderiam trazer mais variação ao sistema, como […]

Leia Mais →

Conditione

O batismo deveria ocorrer pouco tempo – às vezes dias – depois do nascimento, pois temia-se que a criança morresse sem esse sacramento e acabasse vagando pelo limbo. Além disso, no campo, era comum acreditar que crianças não batizadas atraíssem malefícios para dentro da família. Para evitar que a criança morresse sem o batismo, as parteiras e madrinhas eram instruídas […]

Leia Mais →

Lembrança

Um facto da vida que o genealogista amador descobre em pouco tempo é que os párocos de outrora tinham péssima grafia. Outro facto, que talvez seja descoberto por acaso, é que aqueles párocos eram atarefados e nem sempre faziam imediatamente os registos nos livros paroquiais. Há inúmeros casos de párocos que anotavam as informações dos sacramentos em folhas avulsas que […]

Leia Mais →

Famosos

Os testes genéticos são complementares à pesquisa documental e podem, em alguns casos, ajudar a encontrar ramos familiares até então desconhecidos. Sua interpretação não costuma ser simples para o leigo, portanto é necessário aprender sobre genealogia genética e, sempre que possível, buscar ajuda em comunidades específicas no Facebook, por exemplo.

Leia Mais →

Herdeiro

No dia vinte e sete do mês de junho de mil oitocentos e sessenta e sete pelas duas horas da noite em uma casa sem número nesta freguesia de São João da Pesqueira, concelho da mesma, Diocese de Lamego, faleceu António Júlio Pinto Ferreira, solteiro, de idade pouco mais ou menos trinta e cinco anos, proprietário, Bacharel em Direito, natural […]

Leia Mais →

Salto

Existe uma complexidade no antigo sistema de nomeação português que costuma confundir os pesquisadores novatos. Se hoje a mulher casada pode receber o sobrenome/apelido do marido em substituição ao do pai, em séculos passados era costume que recebesse exclusivamente o da mãe ou da avó e os mantivesse durante a vida. Apenas os filhos homens herdavam os sobrenomes dos pais.

Leia Mais →