Padres

Queiroz e Moscatel afirmam: é grande a probabilidade de todos os portugueses terem pelo menos um padre em sua árvore genealógica O assento de batismo abaixo mostra que isso certamente foi o caso em minha árvore ao menos uma vez. Aqui a transcrição: Aos 23 dias do mês de dezembro do ano de 1794, batizei ...

DNA

A pequisa genealógica fundamenta-se na busca e na análise de provas documentais, principalmente - mas não exclusivamente - de assentos e certidões. Essas provas, no entanto, nos trazem evidências que podem conter incorreções intencionais ou não intencionais da parte de quem as criou. Cabe ao genealogista utilizar procedimentos para evitar conclusões equivocadas por conta dessas ...

Evolução

Em texto anterior, comentei que a quantidade de informações contidas nos assentos de batismo, casamento e óbito variou ao longo dos séculos em Portugal. Como afirmam Queiroz e Moscatel, do século XVI ao século XIX, os assentos incorporaram mais informações. Os assentos de batismo no século XVI traziam basicamente o nome da criança - não seu ...

Mistérios

Na pesquisa documental, por vezes nos deparamos com coincidências e mistérios. Os dois casos abaixo ilustram essas situações. O primeiro caso foi encontrado no mais antigo registro paroquial em minha árvore de costados até este momento. Trata-se do assento de casamento de Manoel e Maria Nunes, meus antepassados de nona geração. A curiosidade está na coincidência dos ...

Horizontal

Na pesquisa para criação da árvores de costados, aquela que relaciona os antepassados diretos (avós, bisavós, trisavós, tetravós etc), o tempo é totalmente dedicado à busca dos assentos de batismo, casamento e óbito dessas pessoas. Dessa forma, procurar o assento de batismo do irmão de nosso bisavô, o que equivaleria a uma busca horizontal, pode não ...